Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Liliana

Olá, o meu nome é Liliana Silva, tenho 21 anos e sou estudante de Design no IADE-U. O blog apresenta neste aspeto temas e assuntos relacionados com o entretenimento, romantismo e muito mais.

Blog da Liliana

Olá, o meu nome é Liliana Silva, tenho 21 anos e sou estudante de Design no IADE-U. O blog apresenta neste aspeto temas e assuntos relacionados com o entretenimento, romantismo e muito mais.

Sab | 28.01.17

Apenas sei

Este texto é para ti. 

 

Para ti que entras-te na minha vida e sem quê nem porquê, fizeste a diferença. Entras-te, chegas-te e marcas-te. Não sei explicar mas desde que te vi, senti alguma ligação muito forte. Não sei...

 

Numa outra altura da minha vida, tive momentos sofridos, tive momentos difíceis, momentos complicados, momentos em que chorei, momentos em que me apeteceu desaparecer. Passei por coisas que gostei outras que não quero repetir! Mas apesar de tudo sei que por momentos fui feliz ao lado de alguém! 

E até a bem pouco tempo atrás não sabia como superar isso, não sabia como haveria se superar aquele amor, que de tanto passou a nada. Fui feliz ao lado de alguém que agora não é nada! Mas do dia para a noite, tudo mudou! 

 

Pela primeira vez, em muito tempo, eu estou bem. Bem na verdade. Ás vezes, existem certas coisas, que de alguma forma ainda me incomodam, mas aquela saudade, foi-se, já não a sinto, já não existe. De certa forma, devo-o a ti que entras-te na minha vida por um acaso do destino. Foi como, um click, o click que eu precisava na minha vida!

No dia em que te conheci, naquele final de tarde, sorrimos os dois, olhámos um para o outro, e como por magia, entras-te no meu mundo! 

 

Eu gosto de ti! De verdade! Gosto de ti mais do que sempre pensei, mais do que imaginei, depois de tudo. Mas de certo, ainda não me tinha apercebido disso, esperei que apenas fosse uma atração ou algo do género. Mas infelizmente, quando tentei dizer-to tu não quisses-te ouvir, não te deixas-te sequer levar, não permitis-te que eu tentasse mudar esse coração de pedra, não permitis-te que eu te amasse, tanto quanto queria.

 

Podes ser a pessoa mais forte do mundo, podes se a pessoa que melhor se sabe desenrascar, sem precisar de alguém, a pessoa mais independente, a pessoa mais experiente, mas tu nunca serás alguém sem que outro alguém te ajude. Se parares e pensar, vais lembrar-te que eu tentei aproximar-me de ti e que tu instantaneamente tentas afastar, tu não me deixas fazer-te bem. O que é que importa se já houve alguém que passou na tua vida e deixou mais feridas do que sorrisos, aconteceu o mesmo comigo e muito provavelmente, haverá alguém no mundo neste preciso momento que está a ler este texto e está triste por alguém. O facto de isso ter acontecido, não significa que seja um perdedor! Essa pessoas existem em todo o  mundo teu vais encontra-las sempre. Talvez seja uma questão de tempo, para tu começares a olhar para a vida com o coração.

 

Talvez não seja a mulher da capa de revista para tu te orgulhares.

Talvez não seja alguém com quem tu sempre sonhas-te.

Talvez seja só alguém que já te provou o quanto te posso fazer feliz.

 

Eu preciso de alguém que me faça bem, alguém como tu. E tu precisas de alguém que te faça bem, como eu quero fazer. Todos nós precisamos de alguém que nos faça bem. E isso não é uma exclusividade para pessoas linda e maravilhosas, é uma importância para qualquer ser humano deste planeta. Tenta ver a tua vida com o coração. Os teus olhos podem estar a esconder o que o teu coração precisa de ver.  Eu estarei aqui para te receber. Espero que não demores.